sábado, 9 de abril de 2011

O incrível "Fred Banana Combo"

Eu ainda era moleque frequentando a escola , sempre achei um saco mas era obrigado, coisa de desocupado, porque  ser desocupado devia mesmo ser o meu dom, a melhor parte era o tocar da sineta pra ir embora.
Engraçado que quando se faz o mesmo trajeto de volta todo santo dia  a gente acaba  se familiarizando com os outros desocupados que passam pelo mesmo caminho e acaba  rolando aquela brodagem.que começa com um "E ae cara?".
O Leandro Jardim, mais conhecido pela alcunha de "Pupo" era um desocupado maneiro das ruas do meu bairro, o cara viva assombrando encima do seu Skate e eu vivia azucrinando na minha Caloi Cross laranja, eu chegava em casa, batia um rango e me tocava pra "costeira", que é como minha vó chamava aquele que vivia sempre fora da báia (casa) pra encontrar o Pupo e a malucada que vivia em volta dele.
Aos poucos fui ficando mais amigo do cara, ele tinha uma pequena serigrafia na garagem de casa e creio que tenha sido ele minha primeira inspiração a curtir fazer camisetas, a sonzeira rolava sempre, embora eu curtisse metal e punk foi na garagem maluca dele que outros sons foram se agregando na minha "penseira", a especialidade da casa  era a surf music e a new wave real ,sem frescurada.
Desse período da minha vida pelo menos uma banda entrou pro top 50 do meu "the best of" de todos os tempos , a Australiana "Hoodoo Gurus".
Mas a velha vitrola sempre tocava repetidas vezes alguns discos em especial, principalmente do Joe Jackson e do Devo, mas outra banda diferente destas chamava muita atenção por fazer um rock n' roll a lá anos 50 modernizado, o nome da parada era "Fred Banana Combo"  uma banda alemã dos anos 80 ,que eu não sei de onde o cara foi descolar, porque até hoje esse disco é uma das coisas mais difíceis de se encontrar.
Esse grupo lançou tres albúns em sua carreira, mas o disco de estréia era simplesmente sensacional, vibrante, um new wave que puxava para o rock n' roll estilo Cuck Berry com vocais femininos dando apoio volta e meia"Diferente, empolgande e desencanado" seria a descrição mais certa para o estilo deles.
A versão para "Yesterday" do Beatles era insuperável e totalmente nada a ver com a original, foi o som que mais ouvíamos na época, era suficiente para quase furar o disco, o restante das músicas lembravam um pouco o som que o' Revillos" e sua posterior versão mais new wave chamada "Rezillos" tinham como marca registrada.

Talvez pelo fato de serem alemães e estarem em meio á uma acirrada concorrencia mundial das bandas new wave na época ,o Fred Banana Combo não conseguiu o merecido reconhecimento , mas hoje é peça de colecionador e ítem raríssimo de se descolar á não ser que o Pupo resolva me vender aquele velho e saudososo vinil, lembrei disso escrevendo esse texto ,liguei para ele mas ainda não consegui convencer o cara, mas falta pouco.

2 comentários:

Ainda lembro deste tempo remoto que convivemos. Eram dias felizes. Muito rock and roll, pouca precoupação e nenhum dinheiro. Ouvíamos clássicos e descobríamos novos grupos, alguns revolucionários para a epoca como a Banda X, primeira banda do Billy Idol, Uk Subs, Plasmatics e tantas outras. Bons tempos, bons sons. Quanto ao meu vinil do Fred Banana, continua em minha coleção e acho que vai permanecer comigo por um long time. Só pra lembrar, bons tempos também de "Flowers". Lembra?
Grande abraço do Leandro Jardim, que como vc diz, atendo pela acunha de "Pupo", hoje em dia mais conhecido como "Leandro Hot Days".

Cara já que teu amigo não vende esse vinil por nada será que pelo menos não consegue uma gravação na integra ? pois procuro esse disco em tudo que é lugar e não consigo em lugar nenhum ,me de um retorno puuuurrrrr favoooorrrr!!!!!!!!!!! preciso escutar esse som na integra ,nas antigas eu tinha uma fita cassete com esse som mas se extraviou numa ida para praia num inverno qualquer.
Andre Branquinho
af.branquinho@gmail.com

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More